sexta-feira, dezembro 14, 2012

Construa o seu POS - factura simplificada


Construa o seu POS - factura simplificada
Precisa de substituir a sua registadora porque ela não emite a factura simplificada em conformidade com a legislação?
Tem algum equipamento usado que possa aproveitar para reduzir o investimento?
Se precisa de equipamento, nós ajudamos na sua selecção.
Faça você mesmo, construa o seu POS, pois é muito fácil.
Siga os seguintes passos:
  • Escolha o software certificado aplicável à sua actividade - aqui
    1. Para comércio a retalho aconselhamos o XD POS - Easy
    2. Para restauração aconselhamos o XD REST - Easy
Se quiser seguir os nossos conselhos, tem todos os produtos aconselhados, aqui abaixo. Basta adicioná-los ao carinho de compras e confirmar a encomenda. Entregamos no prazo de cinco dias no seu domícilio (excepto em situações de rotura de stocks).
Se desejar comprar uma das nossas soluções competas, encomende aqui.
Relativamente à instalação e implementação, quando receber o equipamento, se achar que consegue instalá-lo sozinho, siga os seguintes passos:
Atenção: só deve ligar a corrente aos equipamentos depois de estarem interligados entre si.
  • Desempacote todos os equipamentos e coloque-os no local definitivo de utilização;
  • Ligue o cabo de sinal do monitor à por ta de ligação de monitor no computador e ligue o cabo de corrente do monitor à tomada;
  • Lique o cabo USB da impressora entre esta e uma das portas USB do computador e de seguida ligue a fonte de alimentação à impressora e depois ligue esta à tomada de corrente;
  • Lique o cabo da gaveta à parte de trás da impressora;
  • Finalmente ligue o cabo de alimentação do computador à tomada;
  • Agora que está tudo interligado, carregue nos botões de ligar dos equipamentos pela seguinte ordem: impressora, monitor, computador.
Se todos os passos foram executados com sucesso, seguir-se-á o seguinte:
  • Sistema operativo Windows - o sistema operativo pré-instalado arrancará e deve seguir o processo inicial de configuração
  • Sistema operativo Linux - Deverá introduzir PEN USB para instalação do sistema operativo LINUX
Após ter o sistema operativo estar instalado e a ligação à internet disponível (opcional mas aconselhável) deve instalar o software de gestão.
Depois do software de gestão estar instalado deve-nos contactar para activar a licença do seu software.
Se preferir que nós façamos todo o processo de instalação e implementação, deve incluir uma das seguintes opções na sua compra
Encomende agora o seu POS. Se necessitar de ajuda não hesite em contactar-nos.

domingo, dezembro 09, 2012

Emprego - como aliviar o flagelo de estar desempregado

A ti que apoias e gostas de participar nas campanhas do banco alimentar, que fazes questão de ir ao supermercado e comprar algo para garantir a sobrevivência de algumas pessoas e das suas crianças, pergunto: Sabes que existem pessoas a conseguir pôr o leite das suas crianças na mesa e a pagar a luz e a água através das vendas por catálogo?

Investiga se na tua rede de amigos existem pessoas que estão a recorrer a esta alternativa e AJUDA-AS. Ajuda-as comprando-lhes produtos, tais como: o champô que gastas todos os dias para lavar o teu cabelo, o gel de duche que nutre a tua pele, a pasta de dentes que usas três vezes ao dia, o perfume com que te sentes melhor perante os outros, os cosméticos que usas para realçar a tua beleza, o detergente com que lavas a loiça a cada refeição, etc.

Mostra que és mesmo amigo dos teus amigos e não amigo dos monopólios de distribuição que agora te fazem descontos avultados para não te perder como cliente. Antes, pagaste-lhes o preço PREMIUM (o preço mais alto possível). Pensa como agora estarás a ser influenciado nas tuas decisões de compra para compensar tão grandes descontos?

Não tenho vergonha de dizer. Eu estou a recorrer à venda por catálogo para pagar as minhas contas mensais. Infelizmente tenho visto muitos clientes da ASCMI encerrar as suas portas e ficarem insolventes. Com as novas regras de facturação tenho recebido muitos pedidos de proposta de potenciais clientes interessados em ficarem em conformidade com a nova legislação.

Muitos dos clientes que querem actualizar os seus sistemas informáticos, com substituição das suas registadoras por POS não têm dinheiro e como tal recorrem a pagamentos em prestações. Aqui surge um problema: a maioria dos pedidos de locação financeira não são aprovados.

Se tu és uma das pessoas que está a passar pelo flagelo de falta de oportunidades de negócio, de falta de ofertas de emprego e precisas de ajuda, eu posso dizer-te e ensinar-te (tal como me ensinaram a mim) como aliviares o impacto devastador que isso tem na tua dignidade.

Contacta-me
Alfredo Simões
963091704
alfredo.simoes@mail.telepac.pt

segunda-feira, novembro 05, 2012

Rent 2 bedroom apartment Oeiras


Would to rent a flat in Oeiras?

Rent 2 bedroom apartment in Oeiras

2 bedroom apartment in Oeiras, in Poets Park with sea views. Near the beach, close by the Oeiras Park Shopping Centre. Suitable for persons working in companies headquartered in Tagus Park or at Lagoas Park.

Porter electronic, spacious entrance hall, 1 suite with wardrobe and balcony with sea view, 1 bedroom with large closet, 2 full bathrooms, kitchen with hob, oven and boiler, treatment area for laundry, great room with fireplace and with sea view. Storage room and a parking place.

Great place for a quality residence, near the sea, shops and restaurants. Five minutes from the historic center of Oeiras.

Transportation available: buses, trains and taxis.

A quiet place to live.

Monthly rental: 750 Euros

Contact: Alfredo Simões
email: alfredo.simoes@mail.telepac.pt
telemóvel: 963091704

Alugo Apartamento T2 Oeiras



Pretende alugar andar em Oeiras?

Apartamento T2 em Oeiras, no Parque dos Poetas com vista de mar.

Perto da praia, perto do Centro Comercial Oeiras Park. Apropriado para pessoas a trabalhar nas empresas sediadas no Tagus Park ou no Lagoas Park.

Porteiro electrónico, Hall de entrada espaçoso, 1 suite com roupeiro e varanda com vista de mar, 1 quarto grande com roupeiro, 2 casas de banho completas, cozinha equipada com placa, forno e esquentador e zona de tratamento de roupa, sala grande com lareira e com vista de mar. Arrecadação e um lugar de parqueamento.

Lugar óptimo para uma residência de qualidade, perto do mar, de lojas e restaurantes. A cinco minutos do centro histórico de Oeiras.

Transportes disponíveis: autocarro, comboio e táxis.

Um lugar tranquilo para viver.

Renda mensal: 750 Euros

Contacto: Alfredo Simões
Email: alfredo.simoes@mail.telepac.pt
Telemóvel: 963091704

segunda-feira, outubro 15, 2012

Porquê nós?


Existem muitas empresas de consultoria. Podemos demonstrar numa breve análise o que nos torna diferentes. 

Apresentamos sete razões para estabelecer uma parceria com a ASCMI.
  1. Entendemos de marketing, gestão e de tecnologias de informação. Percebemos como estas disciplinas são importantes para alcançar os seus objectivos de receitas e estabelecer a suas metas de lucro.
  2. Temos um histórico comprovado de fornecimento de resultados com sucesso aos nossos clientes. Podemos comprová-lo através das nossas referências.
  3. Nós somos especialistas na geração de tráfego no seu negócio e obtenção de vendas. Poderá ter muitos potenciais clientes a visitar o seu negócio, mas se não fizerem pedidos de informação ou comprarem os seus produtos, isso não lhe permite obter resultados.
  4. Nós falamos a linguagem dos negócios, das vendas e do marketing. Não nos expressamos através de termos técnicos ou de siglas. Queremos ter a garantia de que o que falamos é entendido.
  5. Baseamos os nossos conselhos e decisões na optimização da análise baseada em métricas e dados. Não actuamos com base em palpites ou preconceitos.
  6. Nós não vamos pressioná-lo com um contrato de longo prazo. Nós acreditamos que se fornecermos resultados com valor superior aquele que lhe vamos facturar, de certeza que continuará a dar preferência à prestação dos nossos serviços.
  7. Poderá testar as nossas competências sem risco através da nossa garantia de satisfação. Garantimos a devolução do pagamento da sua avença mensal ou do valor do seu contrato se nos apresentar uma razão de insatisfação que não possamos ultrapassar.

domingo, outubro 14, 2012

Os principais problemas das empresas

Com base na análise da situação económica actual provocada pela crise de endividamento do país, tendo em conta a instabilidade social gerada pelo desemprego e baixos rendimentos da população, enumeram-se os  principais problemas que as empresas enfrentam:


  • Elevada carga fiscal - O aumento da taxa de IVA sobre o consumo provocou um aumento no valor a despender pelos consumidores e diminuiu a competitividade das empresas perante os mercados. Segundo a lei da oferta e da procura, o aumento do preço faz diminuir a procura. Esta evidência básica foi subestimada pelo governo do país colocando a economia numa situação de recessão. As empresas precisam de efectuar uma eficaz gestão de produto de modo a identificar os produtos com maior potencial de gerar receitas e livrar-se dos "monos", ou seja, procederem à selecção dos produtos com uma saudável rotação de stocks. 
  • Falta de financiamento de capital - Com o aumento do incumprimento por parte das empresas e com o esforço de aumento de capital das instituições bancárias o acesso a financiamento de capital encontra-se drasticamente reduzido. Algumas empresas tentam estender o prazo de pagamentos a fornecedores, utilizando os seus fornecedores como financiadores, mas esta actuação torna-se numa bola de neve que mais tarde ou mais cedo leva ao corte de fornecimentos, a cobranças difíceis, a recuperação de clientes incobráveis e consequente paragem no processo de entrega atempada de produtos ao consumidor final. O aumento do prazo de venda dos produtos passa a ser significativamente superior ao prazo de pagamentos a fornecedores, o que aumenta as necessidades de financiamento. De novo se evidencia a necessidade de fazer uma boa gestão de produto para trabalhar os produtos certos e de alta rotação.
  • Elevados custos de crédito - as situações atrás enunciadas levam a que as empresas incorram com frequência em descobertos bancários sobre os quais são cobradas elevadas taxas de descoberto e juros associados à situação. Evidencia-se a necessidade de proceder a uma rigorosa gestão financeira e a uma análise detalhada dos custos da empresa e à avaliação de como cada um deles contribui para a geração de receita. Por vezes as empresas cometem o erro grave de cortar em investimentos que contribuem significativamente para o aumento das vendas, tais como a publicidade, a assistência informática e a consultoria de marketing.
  • Dificuldade de planeamento - A instabilidade social a nível nacional e a ausência de medidas a nível europeu tendentes à dinamização da economia leva a que as empresas não consigam planear a médio prazo e acabem numa luta sem sucesso para se manterem à tona. Como poderá uma empresa investir na criação de postos de trabalho se não consegue ter indicadores positivos que lhe permitam ver uma luz ao fundo túnel? A obtenção de aconselhamento e acompanhamento (coaching and mentoring) no planeamento estratégico será uma importante ajuda para evitar o colapso.
  • Dificuldade em encontrar mão de obra especializada - Embora exista uma elevada taxa de desemprego não é fácil contratar pessoal. Ao longo dos últimos anos não houve investimento por partes das entidades envolvidas (trabalhadores, empresas e Estado) na formação especializada de quadros técnicos. Todas as famílias investiram em formações de nível superior para os seus filhos, de modo desenquadrado com as necessidades do mercado. A maioria das pessoas desempregadas não têm, nem querem ter aptidões para desempenhar um cargo comercial, como por exemplo, o de vendedor. A realidade é que todos os benefícios que uma empresa possa dar aos seus empregados estão dependentes das receitas (vendas) que essa empresa possa obter a partir dos seus clientes. Além disso, com reduzidos níveis de rentabilidade, nem as empresas nem o Estado conseguem suportar as regalias do passado. Contudo existe um nível de dignidade que não pode ser ultrapassado. Qualquer necessidade de contratação de pessoal produtivo deve ser efectuada com base em rigorosos procedimentos de recrutamento e gestão de recursos humanos, investindo em capital humano e abandonando o recurso a trabalho temporário.
  • Baixo nível de formação dos empresários - A maioria das pequenas empresas não têm gestores à altura de implementar técnicas de gestão eficazes porque não as conhecem. A legislação tem vindo a forçar a implementação de tecnologias de informação que ajudam na gestão das empresas, na análise das vendas, na selecção dos produtos mais rentáveis, na identificação dos clientes importantes e no combate à evasão fiscal. No entanto continuamos a encontrar empresários que perguntam se na sua registadora com vinte anos pode ser instalado software certificado. Ou estes empresários investem rapidamente na sua formação através de aconselhamento e acompanhamento de um profissional de marketing competente ou sujeitam-se à consequente regra da selecção natural.
As tarefas acima indicadas podem ser facilitadas com a ajuda de profissionais especializados, tais como um consultor de informática ou um consultor de marketing. Estes profissionais podem ser contratados pontualmente para analisar um problema específico da empresa ou através de uma avença mensal em que o profissional guiará o empresário num planeamento estratégico para ir ultrapassando as adversidades e investindo no futuro. Os investimentos com estes profissionais contribuem significativamente para a geração de novas   receitas e incremento das vendas. Alguns destes profissionais disponibilizam consulta online para colocação de questões iniciais relativamente aos problemas das empresas.

Pedir uma reunião

quinta-feira, setembro 06, 2012

Burro à nora

 

- Oh burro! Tu achas que aumentar os impostos vai resolver o problema da falta de dinheiro?
- (moita)
- Oh burro! Tu não vês que multiplicar uma percentagem por pouco é igual a menos pouco?
- (zurro de teimosia)
- Oh burro! Tu não vês que a maior parte dos ricos são empregados a ganhar o ordenado mínimo trabalhando numa empresa que não paga IRC porque não dá lucro?
- (indiferença)
- Oh burro! Tu não vês que alguns até se despediram a eles próprios para sacar o subsídio de desemprego?
- (arranque)
- Oh burro! Vais continuar de olhos vendados à volta do poço trazendo os alcatruzes cada vez mais secos até um dia caíres à fome e sede?

Não sejas como este burro. Para saberes como podes resolver o teu problema de falta de dinheiro ou mesmo duplicar os teus rendimentos actuais, clica aqui.

sábado, julho 21, 2012

Queres ampliar os teus rendimentos?

Há umas semanas atrás contactaram-me e disseram-me:
  • Estou a telefonar-te porque tenho algo importante para falar contigo. Estou a trabalhar com um grupo de empresários de norte a sul do país e, neste momento, procuramos 2 a 3 pessoas com determinado perfil e, do que conheço de ti, julgo teres o perfil adequado, no entanto gostava de te fazer uma pergunta.
A pergunta foi:
  • Faz sentido neste momento da tua vida, fazer algo para além do que estás a fazer para ampliar os teus rendimentos?
Perante esta pergunta, fiz as seguintes perguntas a mim próprio?
  • Estás satisfeito com:
    • As tuas perspectivas de futuro?
    • Os teus rendimentos actuais?
    • A tua actividade actual?
    • As tuas relações de trabalho?
    • A tua falta de tempo?
  • Procuras:
    • Um novo desafio?
    • Saldar dívidas?
    • Maior realização pessoal?
    • Criar património ou viajar?
    • Contribuir mais socialmente?
Após ter respondido vários NÃO ao primeiro grupo de perguntas e ter respondido vários SIM ao segundo grupo de perguntas, pensei.

Pensei na hipótese de me estarem a oferecer uma oportunidade para ter de vender algo que as pessoas não quisessem. Disso já estava farto, farto de tentar vender produtos de segunda necessidade que nesta fase da crise da economia as pessoas não podem comprar.

Pensei mais:
O que tenho a perder?
Sem analisar a proposta que me querem fazer não posso ENTENDER o que é!

Decidi ouvir a proposta e aceitei AJUDAR outras pessoas.

E para ti?

Faz sentido neste momento da tua vida, fazer algo para além do que estás a fazer para ampliar os teus rendimentos?


Se sim, clica aqui para me informares como nos podemos contactar.

Visita http://www.genialteam.com/ para obteres informação inicial.







sábado, março 17, 2012

Como encomendar a versão que integra a totalidade dos requisitos da Portaria n.º 22-A/2012

Para dar cumprimento às disposições legais actualmente em vigor terá de instalar uma nova versão de software certificado (Versão 2012)

A versão que integra a totalidade dos requisitos da Portaria n.º 22-A/2012 estará disponível dentro de dias para instalação antes do dia 1 de Abril próximo.
POR FAVOR LEIA PRIMEIRO TODAS AS INSTRUÇÕES ANTES DE PROCEDER À ENCOMENDA

Ler mais em:
http://www.ascmi.com.pt/upload/index.php?route=information/information&information_id=16

quinta-feira, março 01, 2012

A Lei de Pareto diz que 20% das causas são responsáveis por 80% dos efeitos

Transpondo para as realidades do dia a dia, podemos enumerar vários exemplos onde se evidencia esta lei:
  • 20% dos políticos e funcionários do Estado são responsáveis por 80% das despesas da Função Pública; 
  • 20% dos cidadãos pagam 80% dos impostos;
  • 20% dos automóveis consomem 80% do combustível importado;
  • 20% dos doentes são responsáveis por 80% dos custos de saúde;
  • 20% das empresas exportadoras são responsáveis por 80% das exportações; 
  • 20% das despesas de uma empresa são responsáveis por 80% dos custos dessa empresa; 
  • 20% dos clientes de uma empresa são responsáveis por 80% das receitas da empresa; 
  • 20% dos produtos comercializados são responsáveis por 80% das vendas; 
  • 20% das despesas duma família são responsáveis por 80% dos custos totais dessa família.
Poderíamos arranjar outros exemplos para ilustrar a situação.

Quer dizer que quando temos de analisar um problema devemos começar por identificar os tais 20% de causa que são responsáveis pelos 80% de efeito.

Por exemplo, no caso da Função Pública seria fácil identificar esses tais 20%. Porque é tão difícil identificá-los? Será mais conveniente para quem está nos 20% cortar nos que estão nos 80%?

No caso das empresas seria fácil usar um software certificado para tirar partido do acesso à informação que possibilitaria decisões tendentes à focalização nos bons clientes e nos produtos com maior rentabilidade. Mas infelizmente as nossas PME empenham-se mais em conseguir uma registadora que facilite a actividade. Que actividade?

No caso das famílias, é bastante fácil usar uma folha de cálculo para registar as despesas do dia a dia e então perceber quais as despesas que têm mais impacto nos nossos gastos. 70% dos portugueses têm computador com ligação à internet mas é para usar na socialização do facebook e para se divertirem a plantas couves e a criar galinhas na FarmVille. Para quê usar um computador para assuntos sérios?

E assim vai o nosso país e a nossa cultura.

Saiba mais sobre software certificado e registadoras em http://www.ascmi.com.pt/

sábado, janeiro 07, 2012

Não há procura?

Ao verificar os produtos visualizados na nossa loja online constatei que a Caixa Registadora SAM4S, ER-5200M estava com um nível de visitas acima do normal. Acedi ao distribuidor e deparei-me com o facto deste modelo se encontrar esgotado.

Parece que há dificuldade em renovar os contratos para manter o software de gestão actualizado mas por outro lado evidencia-se um investimento num outro produto de susbstituição.

Será que se está a passar algo difícil de entender?